Item 05 - 1979 - Notes by Daisy SS to Martine Pertaining to Side 1 of 1979 Tape

Zona do título e menção de responsabilidade

Título próprio

1979 - Notes by Daisy SS to Martine Pertaining to Side 1 of 1979 Tape

Designação geral do material

  • Textual record

Título paralelo

Outra informação do título

Título e menções de responsabilidade

Notas ao título

  • Source of title proper: Title given by donor

Nível de descrição

Item

Código de referência

05

Zona de edição

Menção de edição

Menção de responsabilidade da edição

Zona de detalhes específicos de materiais

Menção da escala (cartográfica)

Menção da projecção (cartográfica)

Menção das coordenadas (cartográfico)

Menção da escala (arquitectura)

Autoridade emissora e denominação (filatélica)

Zona de datas de criação

Data(s)

Zona de descrição física

Descrição física

1 cm of textual records

Zona dos editores das publicações

Título próprio do recurso continuado

Títulos paralelos das publicações do editor

Outra informação do título das publicações do editor

Menção de responsabilidade relativa ao editor do recurso contínuo

Numeração das publicações do editor

Nota sobre as publicações do editor

Zona da descrição do arquivo

Nome do produtor

(1938)

História biográfica

Daisy May Sewid-Smith (née Sewid) was born in Alert Bay, BC, on November 28, 1938, daughter of Chief James Sewid and Flora Violet Alfred, and granddaughter of Agnes Alfred. After graduating school, she took a secretarial course at Vancouver College and worked for the Indian Affairs Branch in Alert Bay. During her time in Alert Bay, she published several articles and books about the prosecution of potlatches and the confiscation and return of artifacts by the Canadian government.
Daisy Sewid-Smith is one of the leading linguistic experts in the Kwakwakka’wakw community, teaching the language and developing a method to transcribe it. She wrote a grammar book for the Kwak’wala language. She also translated some of Franz Boas’ texts in the context of land claim issues and contributed to the UN convention on the rights of the child. Sewid-Smith works in the Faculty of Education at the University of Victoria and was a member of the Advisory Council for the Centre for Studies in Religion and Society.
In the late 1970s, her grandmother, Agnes Alfred, introduced her to Martine J. de Widerspach-Thor (later Martine J. Reid) with whom she recorded and translated her grandmother’s memoirs between 1979 and 1985. From then until the late 1990s, they put a hold in their project for personal and work-related reasons. In the late 1990s, they resumed their work, which lead to the publication of the book Paddling to Where I Stand in 2004.

História custodial

Âmbito e conteúdo

Item are notes by Daisy Sewid-Smith related to tape --------- and sent to Martine J. Reid for revision and edition of the book.

Zona das notas

Condição física

Fonte imediata de aquisição

Organização

Idioma do material

Script do material

Localização de originais

Box 1-15

Disponibilidade de outros formatos

Restrições de acesso

Termos que regulam o uso, reprodução e publicação

Instrumentos de descrição

Instrumento de pesquisa gerado

Materiais associados

Materiais relacionados

Ingressos adicionais

Identificador(es) alternativo(s)

Zona do número normalizado

Número normalizado

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo

Descrição do identificador do registo

Identificador da instituição

Regras ou convenções

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão ou eliminação

Idioma da descrição

Script da descrição

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Locais relacionados

Géneros relacionados